terça-feira, 11 de julho de 2017

Como homens gays voltaram a ser os mais vulneráveis ao HIV no Brasil, contrariando tendência mundial



1 dezembro 2016
Vírus HIVDireito de imagemTHINKSTOCK
Image captionBrasil contraria tendência mundial de infecções entre jovens de 15 a 24 anos


Estatísticas da ONU mostram que, mundialmente, mulheres são a maioria dos infectados pelo HIV entre os jovens de 15 a 24 anos - faixa etária em que a epidemia tem crescido mais fortemente. O Brasil, no entanto, vai na direção contrária: dados divulgados pelo Ministério da Saúde nesta quinta-feira, Dia Mundial da Luta contra Aids, mostram aumento da infecção entre homens jovens, e queda entre as mulheres.

Os números são impulsionados principalmente pelo aumento das infecções entre homens que têm relações homossexuais.

Nas últimas décadas, o número de casos de transmissão heterossexual era maioria, tanto para homens quanto para mulheres. No caso delas, continua sendo.
Veneno de uma das cobras mais mortais do mundo pode servir de analgésico, diz pesquisa
7 mitos e verdades sobre datas de validade de remédios e cosméticos

Mas em todo o país, a proporção de casos de infecção homossexual entre homens foi de 30,8% em 2007 para 50,2% em 2016. Em casos heterossexuais, ela caiu de 47,3% para 38,5% no mesmo período.

Mas por que isso ocorre?

Especialistas ouvidos pela BBC Brasil apontam razões que vão desde o surgimento de aplicativos que facilitam encontrar parceiros sexuais até a diminuição de programas de educação nas escolas.
Homens e mulheres

Segundo dados da Unaids, agência da ONU que cuida do tema, as mulheres eram 60% dos jovens de 15 a 24 anos com HIV no mundo em 2015.

Mas a estatística se deve, principalmente, à situação no continente africano.

"O sexo entre gerações diferentes está gerando essa epidemia entre mulheres mais jovens na África. É por isso que a maioria dos nossos relatórios foca nas mulheres. Mas a América Latina, principalmente a do Sul, tem uma epidemia diferente", disse à BBC Brasil Georgiana Braga-Orillard, diretora do Unaids Brasil.

Os dados do Ministério da Saúde mostram que a taxa de homens de 15 a 19 anos infectados pelo HIV mais que duplicou nos últimos 10 anos (de 2,9 casos por mil habitantes em 2003 para 6,9 em 2015). O mesmo ocorreu na faixa de 20 a 24 anos (de 18,1 casos por mil habitantes a 33,1).
Jovem caminhandoDireito de imagemTHINKSTOCK
Image captionInfecção homossexual masculina saltou de 30,8% em 2007 para mais de 50% em 2016

Os números brasileiros seguem a tendência da América Latina, onde os garotos de 15 a 24 anos correspondem a cerca de 64% das novas infecções, segundo a ONU.
PARA CONTINUAR LENDO, CLIQUE AQUI:

domingo, 9 de julho de 2017

OS GRAVES PERIGOS DA PRÁTICA HOMOSSEXUAL...Saia dela enquanto você não foi contaminado pelo HIV !


Os jovens que vivem com a desconfiança de terem sido infectados de propósito com HIV

Lucas Patrick MachadoDireito de imagemEMANOELE DAIANE/BBC BRASIL
Image captionLucas Patrick Machado convive com o HIV há três anos e desistiu de denunciar transmissão intencional por dificuldade de apuração
Lucas Patrick Machado, de 24 anos, conheceu Celso* em uma rede social, em julho de 2014. Ambos viviam em Cáceres (MT), trocaram mensagens por duas semanas e marcaram um jantar no final daquele mês.
CONTINUE LENDO ESTE ARTIGO AQUI E VEJA O RESULTADO:
http://www.bbc.com/portuguese/brasil-40514563#


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...